Protesto global a favor da Wikileaks e da liberdade de expressão ( dia 15 de Janeiro, por todo o mundo)


Para este Sábado, dia 15 de Janeiro, foi convocado um protesto global a favor da wikileaks e liberdade de expressão.

Os anonymous portugueses, através do Portugal Anónimo, vão estar no sítio do costume: na Brasileira do Chiado

Próximo sábado manifestação a nível Mundial em apoio a WikiLeaks e a liberdade de expressão em geral.

Desde seu início, a Internet tem proporcionado novas formas para as pessoas em todo o mundo a exercer os direitos de liberdade de expressão, liberdade de imprensa e liberdade de reunião. Esses direitos não são simplesmente os benefícios de uma sociedade livre, são os próprios meios de preservar a liberdade da sociedade. O recente aumento da interferência do governo com estas liberdades coincide com o fracasso da média corporativa para cumprir o seu papel vital no controlo dos abusos das autoridades. Já a censura e abdicação dos jornalistas deixaram os cidadãos numa situação de incapacidade para responsabilizar os governos.

WikiLeaks surge para preencher o vazio deixado pelos media tradicionais, garantindo a informação necessária aos cidadãos para responsabilizar os governos. E, mesmo assim, ainda não lhe foi reconhecida a protecção legal geralmente oferecida aos jornalistas. Em vez disso, a organização tem sido caluniada e o apoio monetário bloqueado por governos e corporações privadas. A causticidade dirigida à WikiLeaks demonstra um inquietante desprezo pelo princípio fundamental da livre troca de informações e ideias. Membros de uma sociedade livre não devem permitir que informações sejam reprimidas simplesmente porque são inconvenientes para os que estão no poder. Nós compartilhamos a responsabilidade de defender as liberdades fundamentais.

A hora de agir é agora.

Somos anónimos, um Movimento sem liderança que trabalha incansavelmente para combater todas as formas de censura na Internet a nível global por excesso de uso de filtros de conteúdos exigidos pelo governo. As nossas iniciativas incluem acções como as de apoiar grupos dissidentes no Irão, Zimbabué e na Tunísia, bem como em travar a batalha de informação altamente visível contra a Igreja da Cientologia. Estamos agora preparados para levar a luta para o cenário mundial. Juntem-se a nós em 15 de Janeiro para o primeiro de uma série de protestos globais em defesa da liberdade de expressão e da WikiLeaks.

Estejam connosco para defender as vossas liberdades.

Confirmar presença aqui:
http://www.facebook.com/event.php?eid=162955927083264

http://www.whyweprotest.net/en/
http://forums.whyweprotest.net/events/

Stand for freedom. Stand with Anonymous


To tyrants, the downtrodden are nameless

Since its inception, the internet has provided new ways for people all over the world to exercise the rights of free speech, freedom of the press and freedom of assembly. These rights are not simply the benefits of a free society–they are the very means of preserving that society’s freedom. The recent increase in government interference with these freedoms coincides with the failure of the corporate media to fulfill their vital role in checking the abuse of authority. Censorship and journalistic abdication have left citizens unaware and unable to hold their governments accountable.

WikiLeaks has moved to fill the void left by traditional news media, providing the necessary information for citizens to hold their governments to account. Yet it has not been granted the legal protections generally afforded to journalists. Instead, the organization has been vilified and monetary support has been blocked by governments and private corporations. The vitriol aimed at WikiLeaks demonstrates an unsettling disregard for the fundamental freedom to exchange information and express ideas. Members of a free society must not allow information to be suppressed simply because it inconveniences those in power. We share the responsibility to defend vital liberties. The time to act is now.

We are Anonymous, a leaderless movement that has worked tirelessly to oppose all forms of Internet censorship worldwide, from DMCA abuses to government mandated content filters. Our initiatives include supporting dissenting groups in Iran, Zimbabwe and Tunisia, as well as waging the highly visible information battle against the Church of Scientology. We are now prepared to take the fight to the world stage. Join us on January 15th for the first in a series of global protests in defense of WikiLeaks and freedom of expression. Stand with us to defend your freedoms.

Visit http://whyweprotest.net to find out how you can participate.

We Are Anonymous
And So Are You

Share

Leave a comment

Your email address will not be published.

Please translate into algarisms * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.