Dia 1 de Agosto: concerto na ADÃO (Barreiro)

(foto de vera marmelo) Amigos, dia 1 de Agosto, às 19h, tocarei em mais um dia de portas abertas na ADÃO. Desta vez, decidi fazer um concerto fora do habitual. Pela primeira vez apresentarei um concerto em que o repertório é composto exclusivamente de temas de alguns dos meus compositores […]

20 de Junho: Concerto no Barreiro

(foto por Sabrina D. Marques) No dia 20 de Junho, acontece o primeiro Open Day na ADÃO (Associação de Desenvolvimento das Artes e Ofícios). Esta associação está fixada no antigo quartel dos bombeiros do Barreiro e os seus elementos têm estado num trabalho inestimável de recuperação do edifício e de […]

18 de Junho: Montemor-o-Novo

Amigos, estarei a tocar no festival Cidade Pre0cupada, organizado pelas Oficinas do Convento, em Montemor-o-Novo no dia 18 de Junho. Espero ver-vos lá!

Coro das Vontades – as ideias por trás da música

«O exercício da vontade surge como quimera que nos interessa fomentar e apelar. A vontade como exercício comum a todos e para o qual são necessários mecanismos institucionais que nos permitam agir em harmonia. Nos termos de outro pensador relevante para a discussão, precisemos: “a liberdade do outro, longe de […]

Coro das Vontades no Jornal Público

«Tiago entrega-se, por isso, a uma demanda romântica por “um gesto primordial que se perdeu ao longo dos tempos”, da música como auto-recriação e não como meio de fabricação de máquinas interpretativas perfeitas. E coloca o seu piano nas barricadas, figurativamente, da mesma maneira que pianos têm surgido de forma […]

Outro tema do Coro das Vontades, Cinco Crimes Por Dia:

«A minha máquina de desejos não está sincronizada com a máquina do trabalho, não está sincronizada com a máquina dos bilhetes de autocarro, não está sincronizada com a máquina social do justo e do ilegal, produz dez mil comportamentos por dia, dez mil perguntas; é a única máquina pela qual […]

Tema de abertura do disco Coro das Vontades

Uma frase solta lança a nossa viagem, “A terra treme, a casa cai”. O constatar de um momento raro e irreversível, algo está anunciado, a sua delimitação é o campo político no qual podemos extinguir ou iniciar a centelha da mudança.

Mais um tema para o Coro das Vontades

Mais uma faixa para o Coro das Vontades. Creonte (…) Fala, agora, por tua vez; mas fala sem demora! Sabias que, por uma proclamção, eu havia proibido o que fizeste? Antígona Sim, eu sabia! Por acaso poderia ignorar, se era uma coisa pública? Creonte E apesar disso, tiveste a audácia […]