Coro das Vontades

=====================================================
2015 – Self Released – CD + Digital Free Download
Donwload:[Flac] | [MP3]

This music is licensed under CC BY-NC-SA 4.0


=====================================================
O Coro das Vontades, originalmente comissariado pelo Teatro Maria Matos, e aí apresentado
no Dia do Manifesto a 14 de Julho de 2012, parte da criação de dois finlandeses, Tellervo
Kalleinen e Oliver Kochta-Kalleinen, que em 2005 organizaram o primeiro Complaint Choir
na cidade de Birmigham. Os artistas decidiram disponibilizar o conceito na Internet em
open source. Os coros de queixas começaram a emergir em todo o mundo: Helsínquia,
Hamburgo, São Petersburgo, Melbourne, Jerusalém, Budapeste, Chicago, Florença, Vancouver, Singapura, Copenhaga, Filadélfia, Milão, Hong Kong, Tóquio, Roterdão. A convite do teatro
lisboeta, Tiago Sousa propõe uma abordagem a este conceito.

O Coro das Vontades, nasce assim, da confluência de textos enviados pelo público do
teatro no qual eram convidados a expressar os seus pensamentos sobre o momento social.
Tiago Sousa e Joana Rosa criaram este espectáculo a partir de questões levantadas pelos
manifestos e chegaram à ideia de separação. Da separação inerente à condição do cidadão,
que entrega o seu poder à esfera política, à separação entre autor e público, nos seus
papéis de emissor e receptor.

À ideia iluminista que vê o Autor como um agente de intelectualidade, ou de sensibilidade,
vedada ao público comum, ignorante da arte enquanto prática, propõe-se a ideia de que
tanto o autor quanto o espectador são emissores e receptores de ideias, potenciais criadores
de um diálogo dinâmico de partilha.

Os autores propõem a oposição desse sujeito pensante que se reconhece como tal separado
de sentido e de corpo, a um novo sujeito pensante que se expressa pela via da acção.
Exercendo-a sobre si mesmo e sobre os corpos.
=====================================================
Créditos:
conceptualização, piano e composição Tiago Sousa
conceptualização, edição e escrita de textos Joana Rosa
clarinete soprano Ricardo Ribeiro
violoncelo Ulrich Mitzlaff
soprano Beatriz Nunes
actriz Inês Nogueira
uma encomenda Maria Matos Teatro Municipal
agradecimentos Os autores agradecem aos amigos, familiares e a toda a equipa do Teatro Maria Matos pelo contributo dado na realização deste disco. Em especial a Mark Deputter e Pedro Santos. Por fim, agradecem a todos os que contribuíram com os seus manifestos e ideias.

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

CAPTCHA * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.